Entenda como os Canais do Google Analytics podem ajudar o seu E-commerce

Publicado em 08 de julho de 2022

O Analytics permite conhecer informações sobre o seu tráfego, páginas mais visitadas, número de visitas, mas isso não representa todas as funções e utilidades dessa plataforma, por isso, nesse texto você vai conhecer os canais do Google Analytics.

Se você não é mais um iniciante no Google Analytics, já criou sua conta e configurou corretamente, além de ter lido nosso Guia do Google Analytics, então está preparado para dar mais um passo no domínio dessa ferramenta.

O GA oferece diversos relatórios personalizados de acordo com o seu objetivo de campanha e aquilo que você deseja analisar. Dentre eles, temos o relatório de canais.

Os canais de tráfego são os meios por onde seu público está chegando até seu site ou sua loja. Sabendo quais são os canais que mais dão resultados para sua empresa, você consegue fazer melhores investimentos para a sua campanha.

Nesse artigo você irá conhecer: quais os principais tipos de canais do Google Analytics e como criar agrupamentos de canais.

Tipos de canais

Existem diversos tipos de canais no Google Analytics que você pode usar nos seus relatórios, mas vamos falar dos principais.

Referência (Referral)

O canal Referral do Google Analytics, ou em português, referência, indica quantas visitas foram geradas para o seu site através de links externos, ou seja, quantas pessoas chegaram até você por links em outros sites.

Esse canal não considera mecanismos de buscas como o Google, o Yahoo ou o Bing, por exemplo, apenas blogs, sites, lojas, etc.

Dessa forma, se você quer aumentar o número de Referral no Google Analytics, sua empresa deve realizar um bom trabalho de link building, para que outros sites citem você e criar conteúdo de qualidade que serão referenciados por outros sites.

Pesquisa Orgânica (Organic Search)

As pesquisas orgânicas mostram quanto do seu público chegou até você através de ferramentas de busca, como o Google, o YouTube ou Bing.

Lembrando que essa métrica não considera os anúncios, então aqueles primeiros links que aparecem em uma pesquisa no Google, não são contados como tráfego orgânico.

Conseguir um bom resultado em pesquisa orgânica é trabalhoso. É necessário realizar boas buscas por palavras-chave e ter domínio de técnicas de SEO, para melhorar o seu ranqueamento.

Pesquisa Paga (Paid Search)

Ao contrário da busca orgânica, a pesquisa paga acontece quando os visitantes entram no link através de anúncios da sua página.

A pesquisa paga considera apenas resultados em ferramentas de pesquisas, Google Ads e outras URLs identificadas como anúncios. Propagandas em redes sociais possuem a sua própria métrica.

Para conseguir melhorar seu tráfego pago, é necessário investir em campanhas e realizar bons anúncios.

Redes Sociais (Social)

Agora sim, o índice “Social”, representa os cliques em anúncios e postagens feitos em redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter.

Nesse relatório é considerado todo o fluxo gerado por redes sociais, seja pago ou orgânico. Bons resultados, mostram qual rede social está funcionando melhor para você.

Melhorar seus números nesse canal necessita que você interaja com o público e ele compartilhar seu conteúdo com mais pessoas. Fazer lives, compartilhar publicações e incentivar que os usuários compartilhem seus posts, são ótimas maneiras.

Direto (Direct)

O tráfego direto acontece quando os usuários digitam o link para o seu site diretamente na barra de endereço. Alguns outros fatores também podem ser considerados aqui, como cliques em links encurtados ou alguns links em emails.

Email

O tráfego por email mede as visitas em determinados provedores de email. Dessa forma, você consegue mensurar o desempenho das suas campanhas de email marketing.

Como criar agrupamentos de Canais no Google Analytics

Quando criamos uma conta no Google Analytics, a ferramenta cria automaticamente um agrupamento de canais. Apesar destes canais conseguirem identificar a origem do tráfego do seu site, os canais padrões são genéricos.

Para ter uma boa estratégia, é importante conhecermos os caminhos que levam os usuários até você.

Para isso, você pode editar os canais padrões ou criar um agrupamento novo, com as especificações que você precise. 

Criar ou editar canais do Google Analytics é fácil. Vamos apresentar um passo a passo para te auxiliar.

1º Passo

A primeira coisa que você precisa fazer é acessar sua conta do Google Analytics, caso ainda não esteja logado nela. Se você já estiver na conta, procure pelas configurações do Administrador

Elas ficam no menu lateral, representadas pelo ícone de engrenagem.

2º Passo

Depois que acessar o menu de administrador, aparecerão três colunas com opções de configurações que você pode alterar. A premeria são as configurações da Conta, a segunda são as da Propriedade e a terceira, as configurações da Vista de Propriedade.

Se você quiser entender a diferença entre a Conta, a Propriedade e a Vista de Propriedade, veja nosso guia para iniciantes sobre o Google Analytics.

Nas configurações da Vista de Propriedade, selecione as Configurações do Canal e depois entre em Grupos de Canais.

canais google analytics

3º Passo

Agora, você verá na sua tela o agrupamento padrão, criado automaticamente pelo Google Analytics.

Se você quiser criar um novo agrupamento, clique no botão + Novo Grupo de Canais, mas se preferir editar o que já está criado, clique no nome do grupo.

4º Passo

O próximo passo é editar seus canais. Aparecerão todos os canais pré-definidos: Direto, Busca orgânica, Pesquisa paga, Outra publicidade, Redes sociais, Email, Afiliados, Referência, Rede de display e Outro.

Clique no ícone de lápis para editar o canal que quiser.

Se a sua escolha foi criar um grupo novo, essa página aparecerá sem nenhum canal criado. Dê um nome para o grupo e clique em Definir um novo Canal.

5º Passo

Tanto na hora de criar um canal novo, quanto na hora de editar um que já existe, o processo é o mesmo.

Você pode criar novas regras, clicando nos botões E/OU. Caso você adicione a operação E, as duas regras deverão ser verdadeiras para que seja computado a visita por esse canal. No caso da operação OU, basta que uma delas seja verdadeira.

Você pode criar quantas regras julgar necessário. Depois, dê um nome para o canal e selecione uma cor para visualização.

referral google analytics

Por fim, clique em Salvar.

Conclusão

Entender os principais canais que levam seu público até você é essencial, tanto para manter a eficácia do canal quanto para conseguir entender e melhorar os outros canais que não estão trazendo tantos clientes.

Você pode criar canais do Google Analytics específicos para cada uma das suas campanhas ou para cada link em um email marketing, por exemplo. Quanto mais informações você tiver melhor.

Se você quiser saber mais sobre o Google Analytics, leia nosso artigo sobre as UTM. Aproveite e leia também nosso artigo sobre Remarketing.

Performance
Por: João Martinez
Publicado em 08 de julho de 2022

Marilia - SP

Av. Hygino Muzi Filho, 529

Sala 140 A

+55 (14) 2105-0087

contato@eficazconsultoria.net.br

Barueri - SP

Calçada das Margaridas,

51 - Alphaville Comercial

+55 (11) 3185-4804

contato@eficazconsultoria.net.br

whatsapp