Como montar uma loja virtual: o guia completo para começar a vender online

Publicado em 14 de agosto de 2020

Com o impacto no comércio local, muitos lojistas estão se perguntando como montar uma loja virtual para continuar vendendo online, superando as barreiras do isolamento social. Por isso, nesse artigo vamos mostrar quais as vantagens de ter uma loja virtual. Confira o passo a passo do que você precisa fazer para montar sua própria loja online.

Nos últimos meses, muitos negócios sentiram o impacto da pandemia. Seja pelo decreto para fechamento do comércio ou os efeitos econômicos que influenciam o desempenho do seu segmento. Mesmo assim, não podemos ignorar o fato de que as vendas online fizeram a diferença nesse cenário. Segundo o índice MCC-ENET, a pandemia fez aumentar as vendas online em 137,35% (junho, 2020). Portanto, as empresas que tem uma presença digital puderam minimizar os efeitos negativos ou até mesmo tiveram crescimento através das vendas por loja virtual e outros meios de venda online.

Então a pergunta que passa por todo lojista nesse momento é: como faço para montar minha própria loja virtual? Fique tranquilo, pois nesse guia vamos explicar o passo a passo para quem deseja montar sua loja online e alavancar suas vendas no ambiente digital!

aprenda como montar sua loja virtual

#1 Montar Loja Virtual: por onde começar?

Antes colocar sua loja virtual no ar, existe um passo primordial que é entender o que é o seu negócio. Então, você precisa conhecer o mercado que está inserido, qual produto você vai ofertar, qual o público alvo que tem interesse nesse produto, seus concorrentes e a competitividade da sua oferta. Em alguns casos, se você já tem um negócio local ou loja física, pode já ter a compreensão desses pontos.

Ter um plano de negócios bem estruturado é chave do sucesso de qualquer empreendimento, inclusive para montar uma loja virtual. Afinal, é esse compilado de informações que te ajuda a tomar decisões que te levarão a obter mais sucesso nas vendas.

Sendo assim, se você já tem um negócio criado, revise esses pontos importantes. Para quem está criando uma nova empresa, vale a pena desenvolver seu plano de negócios antes de começar.


#2 A estrutura básica de uma loja online

Para que sua loja virtual funcione, ou seja, para que ela esteja acessível ao público e funcione sem problemas, existem alguns componentes essenciais para sua estrutura. A seguir, vamos detalhar cada parte dessa estrutura para que você entenda a importância de cada um desses itens.

Domínio

Quando falamos em domínio ou URL, estamos falando do link de acesso à sua loja, por exemplo, www.nomedasualoja.com.br. Esse é o seu endereço na web! Por isso, precisa ser simples, objetivo e deixar claro qual o segmento da sua empresa em poucas palavras. Para garantir que nenhuma outra pessoa tenha o domínio que você quer, verifique a disponibilidade em sites como registro.br. Assim que tiver decidido pelo domínio, registre-o para garantir que outra pessoa não pegue o nome que você quer colocar na sua loja virtual.

Nesse exemplo, você pode ver o domínio do nosso site: eficazmarketing.com

Servidor

Depois de registrar o seu domínio, você deverá fazer a hospedagem em um servidor. Existem diversas empresas que oferecem o serviço de hospedagem para loja virtual. Então na hora de contratar, considere esses fatores: taxa de disponibilidade, capacidade de armazenamento, limites de tráfego, suporte disponível e é claro, o preço.

Plataforma

Aqui se encontra um dos pontos mais importantes para seu e-commerce: a plataforma. Essa é a “casa” da sua loja online, ou seja, é através da plataforma que a sua loja funciona. A plataforma determina o funcionamento do e-commerce para o seu cliente, isto é, exibição dos produtos, preço, processo de compra e checkout. Entretanto, a plataforma também representa a parte que você vai operar na loja virtual. Será o sistema pelo qual você faz o cadastro dos produtos com suas informações e imagens, recebe novos pedidos e gerencia seus clientes.

Agora vem a dúvida: qual plataforma escolher? Existem muitas opções no mercado, você só precisa entender o que cada uma oferece para escolher aquela que melhor atende o seu negócio. Existem as plataformas open source, ou código aberto, plataformas prontas ou as feitas sob medida.

As plataformas de código aberto são aquelas que podem ser totalmente modificadas e personalizadas com ajuda de um programador. Existem as plataformas feitas sob medida, mas por isso mesmo podem ter um custo muito elevado. Além dessas, também existem as plataformas do tipo SaaS, que são sistemas prontos com algumas opções de customização.

Para te ajudar a escolher a melhor plataforma para montar sua loja virtual, listamos os principais fatores que você deve considerar:

  • Segurança: entenda se a plataforma garante a segurança dos seus dados e de seus clientes. Primeiramente, veja se já pode obter um Certificado SSL (Secure Socket Layer). Esse certificado garanta a proteção dos dados de pagamento e cadastro que seu cliente fornece. Além disso, também passa credibilidade para quem acessar sua loja online, identificando-a como um ambiente seguro.
exemplo de site com certificado de segurança https
Sites seguros ganham a confiança do usuário.
  • Recursos: Pesquise sobre as funcionalidades que aquela plataforma oferece para facilitar o processo de administração de uma loja virtual. Então, descubra se é possível obter relatórios das vendas, se existem opções para envio de e-mail aos seus clientes, se tem uma estratégia para recuperação de carrinho abandonado, entre outros.
  • Checkout simples e transparente: cada plataforma tem um processo de checkout, e algumas delas permite alguns níveis de personalização dessa fase da compra. Além disso, é indispensável ter checkout transparente, ou seja, o cliente finaliza o pagamento da compra dentro do ambiente da loja. Dessa forma não é preciso redirecionar o usuário para outro site, deixando o processo de compra muito mais rápido e eficiente.
  • Integração com ferramentas: além da plataforma, você pode precisar de outras ferramentas importantes para o funcionamento do seu e-commerce. Portanto, quanto mais fluida for a comunicação com essas ferramentas, mais praticidade você vai ter. Verifique as possibilidades de integração da sua plataforma com outras ferramentos para loja virtual.
  • Facilidade de uso: você vai lidar com essa plataforma durante todos os dias da operação da sua empresa. Por isso, quanto mais simples e intuitivo for o uso, mas fácil será o seu dia a dia.

Layout

Chegou a hora de escolher o visual da sua loja na internet. Ao montar uma loja virtual, o layout é o que define o que seu cliente vai visualizar ao acessar seu endereço na web. Sendo assim, além de se preocupar em passar a identidade da sua marca com as cores e fontes, fique atento a esses pontos importantes:

  • Facilidade de uso e clareza das informações: para facilitar a navegação dentro do site, seu menu principal e as subcategorias devem estar organizadas. Além disso, exponha com objetividade e o seu preço, condições de parcelamento, cálculo de frete e botão de compra;
  • Exigências do seu nicho de mercado: entenda as funcionalidades que o seu mercado exige. Uma loja virtual de roupas, por exemplo, costuma permitir filtros de tamanho e cor. Se preocupe em exibir essas informações de forma clara e visualmente agradável;
  • Personalização da experiência de compra: o seu layout pode ser único, transmitir a imagem da marca e proporcionar uma experiência de compra sem igual. Sendo assim, vale a pena montar um projeto personalizado para o seu tipo de negócio.
  • Experiência no mobile: segundo um estudo CNDL/SPC em todo Brasil aponta que sete em cada dez consumidores utilizam smartphone para compras online (67%). Por isso, certifique-se que a sua loja virtual está otimizada para uma boa experiência de compra na versão mobile.
exemplo de layout responsivo adaptado para mobile

Ao ver todos esses tópicos, você pode pensar que isso tudo é muito complicado. Mas saiba que, com os parceiros certos, esse processo de estruturação pode ser muito mais tranquilo. Você não precisa fazer tudo sozinho: escolha as parcerias que vão ajudar a tirar do papel o projeto da sua loja virtual.


#3 A operação de um e-commerce: clientes, pedidos, envios e frete!

Depois de aprender como montar sua loja virtual e passar por todo o processo de estruturação, agora é hora de organizar sua operação. Em seguida, para facilitar todo esse processo, veja um resumo dos principais pontos de atenção com a parte operacional da loja.

Sistema e formas de pagamento

As condições de pagamento que sua loja irá oferecer é um fator importantíssimo para compra. Entre as principais formas de pagamento de lojas virtuais estão o boleto bancário, cartão de débito e cartão de crédito. Sendo assim, para garantir as melhores condições de parcelamento por um valor acessível para sua empresa, você deve encontrar ferramentas para processar o pagamento dos pedidos. Então verifique se a plataforma escolhida já vem com algum sistema de pagamento ou conheça os principais integradores de pagamento para usar no seu e-commerce.

as formas de pagamento de uma loja virtual
No rodapé de uma loja online você pode encontrar uma lista como essa, que mostra as formas de pagamento disponíveis.

Controle de Estoque e Recebimento de Pedidos

Para agilizar a operação de uma loja virtual, ter um estoque organizado é primordial. Isso garante mais rapidez e praticidade na hora de encontrar os produtos e enviá-los. Além disso, quando sua loja atingir um certo volume de pedidos por dia, você pode precisar de um sistema ERP que organiza o processo de recebimento e envio. Uma boa ferramenta de ERP irá facilitar a confirmação de pagamentos, a emissão de NFe e etiquetas, e o acompanhamento dos envios e entregas.

Embalagens, envios e frete

A embalagem do produto deve garantir que ele chegue em perfeitas condições ao cliente. Além disso, vale a pena personalizar sua embalagem para conquistar o cliente no momento do unboxing. Isso ajuda a fidelizar esse comprador e estimula que ele volte a comprar na sua loja.

Em relação ao frete, ele é um dos principais fatores que influenciam na decisão de compra. Por isso, procure parcerias de entrega que possam favorecer tanto os prazos quanto os valores de frete. Se puder colocar uma condição para frete grátis acima de determinado valor, isso também é um diferencial que chama atenção do cliente.

a importância das embalagens e do envio para uma loja online

Relacionamento com o cliente: atendimento, chat e gestão

O serviço de atendimento ao cliente é primordial no e-commerce, afinal, o cliente já está distante do produto fazendo uma compra remota. O papel do atendimento é esclarecer as dúvidas e superar as barreiras que fariam o cliente desistir de uma compra. Por isso, estruturar o SAC da sua empresa é necessário conforme o volume de vendas aumenta. Afinal, os pedidos de atendimento de uma loja virtual podem surgir por WhatsApp, e-mail, telefone, chat ou redes sociais.

Outro ponto importante é a gestão do relacionamento com o cliente a longo prazo. Pode ser que a sua plataforma de e-commerce já tenha os e-mails transacionais e permita envio de e-mail marketing. Caso contrário, você pode precisar de uma ferramenta adequada para isso.


#4 Divulgando sua loja virtual: como atrair visitantes e clientes com Marketing Digital!

Com seu site de e-commerce pronto e sua operação interna organizada, é hora de atrair visitantes para a loja virtual! Afinal, não basta colocar seu negócio na web, as pessoas precisam saber que sua empresa existe e por que é vantajoso fazer um compra nela! Para isso existem diversas estratégias de marketing digital que, quando aplicadas da forma correta, vão ajudar o seu negócio a crescer e alcançar cada vez mais clientes.

SEO – Otimização para busca orgânica

Para responder as bilhões de pesquisas feitas no Google todos os dias, existem inúmeras respostas. No entanto, são as que aparecem na primeira página que recebem a maioria dos cliques. Então, se você quiser que a sua empresa apareça como resultado na primeira página, deve investir em otimização com as boas práticas de SEO em todo conteúdo do site – e isso envolve as páginas de categorias e produtos de uma loja virtual.

Marketing para Redes Sociais

As redes sociais estão cheias de oportunidades para marcas. Além de permitir que o cliente conheça sua empresa, o marketing para redes sociais também promove engajamento e conexão com o público, fortalecendo as vendas da sua loja virtual. Dessa forma, sua empresa deve estar presente onde seu público está! Aqui você encontra mais conteúdos sobre como usar as redes sociais da sua empresa.

E-mail Marketing

Como já mencionamos nesse artigo, o e-mail marketing é uma ferramenta para construir relacionamento com seus clientes. Esses envios podem divulgar as promoções e lançamentos da sua loja virtual, garantindo que os clientes que já compraram continuem conectados com sua empresa ao longo do tempo. Para ter sucesso com essa estratégia, a personalização é o segredo! Com os dados do seu cliente, é possível segmentar a lista de envio de acordo com os interesses ou o comportamento de compra, enviando a mensagem correta na hora certa!

Mídias Pagas – Google Ads, Facebook & Instagram Ads

O investimento em campanhas de mídias pagas permite trazer visitantes qualificados para o seu e-commerce. Principalmente no começo da operação, recomendamos investir em links patrocinados no Google e nas mídias sociais para atingir os clientes no momento certo e alavancar suas vendas.

Criação de Conteúdo & Inbound Marketing

Através de um conteúdo que seja valioso para seus clientes em potencial, você pode atrair mais pessoas para sua empresa. E esse conteúdo pode ser compartilhado através de um blog, canal no Youtube ou até mesmo nos perfis de suas redes sociais. Portanto, uma estratégia de marketing de atração pode favorecer o crescimento da sua loja virtual.


#5 Quanto custa montar uma loja virtual?

Depois de tudo isso, você deve estar se perguntando quanto precisa investir. Então para responder quanto custa uma loja virtual, existem alguns pilares que você deve calcular com cuidado para garantir a lucratividade do negócio.

  • Custo do produto, a margem de lucro e precificação;
  • Valor da sua plataforma de e-commerce;
  • Investimento inicial com projeto de layout do site;
  • Custo dos sistemas operacionais que precisará contratar, como ERP, integradores de pagamento e ferramentas de e-mail. Avalie as ferramentas que são essenciais para o bom funcionamento da sua empresa, pois isso é diferente em cada tipo de negócio;
  • Investimento em marketing e mídias: considere o quanto pode investir em mídia paga para obter retorno e também o valor necessário para colocar em prática outras estratégias de divulgação.

Além disso, se a sua empresa for totalmente nova, existem os custos com registro e regulamentação da empresa, e os gastos com folha de pagamento. Analise com cuidado o valor de investimento inicial e custo que terá a cada mês para manter sua loja virtual no ar.

conheça os custos para montar loja virtual

Chegamos ao final do artigo, e depois de ler tudo isso você pode ter mais perguntas do que respostas. Por isso, para te ajudar no processo de como montar uma loja virtual, temos outros links úteis:

Por fim, temos um time de especialistas totalmente preparado para atender você. Entre em contato com um representante Eficaz e conheça os caminhos para ter uma loja virtual de sucesso.

E-Commerce
Por: Redação Eficaz | Isadora Souza
Publicado em 14 de agosto de 2020

Marilia - SP

Av. Hygino Muzi Filho, 529

Sala 140 A

+55 (14) 2105-0087

contato@eficazconsultoria.net.br

Barueri - SP

Calçada das Margaridas,

51 - Alphaville Comercial

+55 (11) 3185-4804

contato@eficazconsultoria.net.br

Link para acessar a página ABCOM – selo que Associação Brasileira de Comércio Eletrônico
Ícone que mostra que somos empresa Microsoft Partner
whatsapp